Dieta Flexível

Dieta Flexível

 

Surgida nos anos 90, a Dieta Flexível procura eliminar a ideia de que para obter resultados é necessário restringir severamente a Alimentação. Esta dieta aplica-se a qualquer objetivo: perda de peso, aumento da massa muscular ou a manutenção dos valores adequados.

A Dieta Flexível vem então demonstrar que temos aqui um mindset correto. Uma vez que não há grandes privações alimentares apreciados, esta dieta causa menos stress e ansiedade. Em contrapartida, é ensinada a forma apropriada como estes alimentos podem e devem ser inseridos na alimentação diária.

Apesar de ter uma maior liberdade, esta deve, assim como qualquer alimentação, ter como base alimentos saudáveis. Desta forma, as escolhas devem recair em boas fontes de proteína e em hidratos de carbono benéficos. Para além disso, é fundamental optar por frutas e legumes, dando lugar a hábitos que devem prevalecer numa alimentação cuidada.

 

Dieta Flexível

O sucesso da Dieta Flexível passa sem dúvida, independentemente do objetivo, pela consistência que torna eficiente a mudança de hábitos. É igualmente importante ter atenção às porções recomendadas de cada macronutriente, dando ênfase tanto à qualidade como à quantidade.

Por fim, outro ponto importante é que, ao contrário de outras dietas rígidas, a Dieta Flexível pode ser feita sem sentimento de culpa. No entanto, estas “fugas” devem ser inseridas no Plano caso não se tornem obstáculos para o alcance dos resultados pretendidos. Ainda assim, certos deslizes podem ser considerados saudáveis, na medida em auxiliam a dieta a ser mantida por mais tempo.

Leia mais artigos da Dica de Nutrição e de Treino e Suplementação no nosso Blog.

Post Author: Diogo Ventura